Greve termina em São José

Servidores ganham perdão dos dias parados

Com a mediação do Tribunal de Justiça e com a presença da Prefeitura Adeliana Dal Pont, servidores e a administração de São José,  selaram acordo para terminar, a partir de hoje, a greve que atingiu os professores e auxiliares de classe nos últimos 30 dias. Bom o que foi mais discutido na conciliação teve como alvo a situação dos 30 dias parados, já que a prefeitura durante a greve chegou a descontar as faltas sobre os salários.

E aí, acabou prevalecendo o seguinte: o sindicato vai encaminhar um calendário de reposição com aulas extras. Por acaso, em alguma greve do serviço público,  o desconto dos dias parados foi prá valer? Claro que não. E a questão da reposição? que tipo de fiscalização será feita para o cumprimento da escala? Esse tipo de acordo, devolvendo valores dos salários descontos quando os servidores cruzam os braços, quase sempre acontece e só serve como estímulo negativo para que outras greves ocorram. Que experimente o trabalhador da iniciativa privada fazer greve. Resultado: vai ser demitido. No serviço, faltar ao trabalho tem como “pena”, o perdão. Vergonha.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome