CONTORNO VIÁRIO DA GRANDE FLORIANÓPOLIS É MAIS UMA OBRA SEM PREVISÃO DE TÉRMINO

A Autopista Litoral Sul e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) ainda discutem os projetos funcionais de três dos quatro túneis e do trecho de 3,6 km entre a BR-282 e a BR-101, na parte sul do Contorno Viário da Grande Florianópolis. Segundo apurou a Agência AL, o projeto funcional do trecho de 3,6 km entre a BR-282 e a BR-101 foi encaminhado para análise da ANTT em fevereiro de 2016. “A ANTT fez questionamentos que já foram respondidos, são detalhes técnicos, dúvidas de projeto”, explicou Marcelo Modolo, superintendente de Investimentos do Contorno, que conversou com a imprensa da Alesc na sede da empresa, em São José.

Segundo Modolo, não há como estimar quando os projetos serão aprovados, mas ele alertou que após a liberação dos projetos funcionais, a ANTT passará a analisar os projetos executivos dos trechos que, juntos, somam 16 dos 50 km do contorno. “Os projetos executivos já estão prontos”, garantiu o superintendente.

Além disso, a ANTT e a Autopista discutem os orçamentos dos túneis e quem, afinal, pagará a conta. “Será necessário reequilibrar o contrato por conta dos túneis. As alternativas são aumentar o prazo de concessão, mas isso o contrato não permite, então precisaria da atuação parlamentar para alterar o contrato; pode ser pago com recurso do erário, mas a situação da União está difícil; e pode ser na tarifa, que incorporaria essa diferença”, explicou Modolo.

Apesar do atraso burocrático causado principalmente pelas mudanças no trajeto, a Autopista mantém o prazo de conclusão das obras para 2019, mas condiciona o cumprimento do cronograma à inexistência de percalços. “Problemas burocráticos são complexos, a Autopista trabalha com o final de 2019, tecnicamente é viável, mas às vezes problemas em uma área podem inviabilizar o cronograma”, avisou o dirigente da Autopista.

Estágio das obras
As obras do contorno foram divididas em oito trechos: Norte A, B e C; Intermediário 1, 2, 3 4; e trecho Sul. Segundo dados da concessionária, o trecho Norte B está com 39% das obras concluídas; Norte C com 6,95%; Intermediário 3 com 90%; e o Intermediário 4 com 75% das obras prontas.

De acordo com Modolo, a construção dos túneis não causará atraso no cronograma. “Túnel é uma obra complexa, mas tem a vantagem de que a chuva não causa tanto impacto, como aqui chove bastante, poderemos ter problemas com terraplenagem, mas nos túneis vamos trabalhar de forma constante”, afirmou o dirigente da Autopista, que enfatizou que os quatro túneis terão menos de 1 km de extensão.

20% menos fluxo na BR-101
De acordo com estimativas da Autopista Litoral Sul, o contorno deve diminuir em 20% o fluxo de veículos entre Biguaçu e Palhoça. “Há 11 anos, quando comecei a dirigir caminhões, levava cerca de 15 minutos para ir de Biguaçu até Palhoça. Hoje, conforme o horário, demora mais de uma hora e meia”, afirmou Fábio Barreiros, motorista da empresa Braspress.

Para Marcondes Aurélio, também motorista da Braspress, os engarrafamentos entre Biguaçu e Palhoça aumentaram o consumo de combustível. “Hoje gastamos uns 20 litros de diesel a mais”, explicou Marcondes. Juliano Oliveira, encarregado de frota da Braspress, revelou que o aumento de custos é significativo. “Temos 12 caminhões que diariamente fazem esse percurso”, contou Juliano, que prevê economia diária de cerca de 200 litros de diesel quando o contorno estiver pronto.

Contorno de Florianópolis ou da Grande Florianópolis?
Em meio a tantos entraves burocráticos, ainda se discute o nome do contorno: Florianópolis ou da Grande Florianópolis? Questionado pelo repórter da Rádio AL, Rony Ramos, Modolo respondeu que nos documentos oficiais trocados entre a empresa e a ANTT a obra é chamada  de “Contorno de Florianópolis”.

Entretanto, o trajeto do contorno não cruza o território de Florianópolis. Começa no Km 177 em Governador Celso Ramos, corta os municípios de Biguaçu, São José e Palhoça, retornando à BR-101 no Km 220, próximo da praça de pedágio desativada.

(Fonte e foto: Site da Assembleia Legislativa de SC)

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome