RESSACAS: EMBRATUR IGNORA DESTRUIÇÃO DAS PRAIAS DE FLORIANÓPOLIS

Fora da realidade ou, como retratam as propagandas dos partidos políticos, “do quanto pior, melhor”, o presidente da Embratur, o catarinense Vinicius Lummertz está na Argentina convocando turistas para que aproveitem as praias de Florianópolis durante o verão. O chamamento é válido mas tem um grande contraditório chamado também de omissão.

Desde maio, as praias de Florianópolis vivem atingidas por ressacas que, além de acabar com faixas de areia, destruíram linhas de transmissão de energia elétrica, postos de salva vidas, rampas de acesso, além de estruturas de bares, restaurantes e pousadas, embora essas últimas demandas, faz anos, se ergueram clandestinamente em áreas de preservação.

A incoerência da Embratur está no fato de que nenhum recurso ou providências sobre órgãos de defesa nacional foram levantados para, antes da “propaganda”, recuperar o bem público. Isolado pela Embratur do senhor Vinicius Lummertz, o prefeito Gean Loureiro teve que usar de sua autoridade e de pressão política para conseguir que o Ministério da Integração Nacional liberasse apenas 960 mil reais dos quatro milhões de reais que serão necessários para recuperar a estrutura das praias.

É bom relembrar que Vinicius já foi candidato à prefeitura de Florianópolis e pregava, como meta prioritária, a valorização do turismo. Talvez, a falta de convicção das promessas, tenha levado o eleitor de Florianópolis a não “bancar” o então candidato.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome