ORGIA COM O DINHEIRO PÚBLICO: PREVIDÊNCIA PAGA R$ 600 MI POR MÊS PARA “APOSENTADOS” DOS CEMITÉRIOS

Mais de 274 mil aposentados e pensionistas aqui do Estado estão na lista negra do INSS porque, ausentes numa convocação, não renovaram os cadastros para provar que estão vivos. O prazo final do recadastramento está marcado para o dia 31.Para se ter idéia do rombo mensal que a Previdência ignora, cerca de 600 milhões de reais são creditados em contas de pessoas que já morreram. Esses valores são apenas de levantamentos preliminares porque a Previdência tem um sistema cadastral ultrapassado e as contas nunca fecham. Outra falha gritante: Por lei, os cartórios são obrigados, num prazo de dez dias do registro de óbitos, encaminhar ao INSS a relação das pessoas que morreram. Mas, tem casos, que chegam a levar um a dois anos ou outros que nem são informados. Por cima, o INSS calcula que dos 34 milhões de aposentados no Brasil, mais de 6 milhões e meio de pessoas já foram enterradas, mas os benefícios continuam vivos, sendo recebidos por parentes e procuradores que possuem as senhas e cartões dos beneficiados. E só com essa parte de um grande esculacho e avacalhação com o dinheiro público, o governo tem a cara de pau de dizer, com todas as letras, que a previdência está quebrada.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome