GEAN LOUREIRO: “REDUÇÃO EM CUSTEIO VAI INJETAR R$ 400 MI EM INVESTIMENTOS EM FLORIANÓPOLIS”

Só neste ano, a prefeitura pagou 15 folhas de salários do exercício e de atrasados...

“Economizar 400 milhões de reais nas despesas de custeio nos quatro anos de mandato como forma de garantir, com recursos próprios, investimentos em áreas essenciais de Florianópolis”.Foi o balanço apresentado hoje pelo prefeito Gean Loureiro ao enumerar os principais cortes de gastos em 2017 com base numa “política de austeridade e desafios, principalmente, em decorrência da situação financeira em que recebeu a administração em janeiro deste ano”.
Segundo o secretário municipal da Fazenda, Constâncio Maciel, enquanto outras unidades da federação convivem com salários atrasados, em Florianópolis, a atual gestão garantiu não só o pagamento em dia, “como desde o fim de novembro injetou R$ 200 milhões na economia local ao antecipar o pagamento do 13º salário e a remuneração de dezembro para o dia 20. “Se pensarmos que no início de 2017 a realidade era chegar em setembro sem condições de garantir o salário dos servidores, tivemos um resultado muito bom”. Destaca, ainda que, “só nesse ano foram 15 folhas de pagamento quitadas pela atual gestão, fruto do atraso nos salários vivenciados no fim de 2016”.

COMCAP E FORNECEDORES

A mudança da figura jurídica da Comcap, transformando-a em autarquia, garantiu um abatimento automático de R$ 20 milhões no refinanciamento da dívida da antiga companhia, além da redução dos gastos com custeio na ordem de R$ 15 milhões anuais. “Com a economia que conquistamos somente neste ano, conseguimos adquirir 15 novos caminhões para a Comcap, que vai reduzir o custo de manutenção e o gasto com horas extras em R$ 300 mil” comemora o prefeito Gean Loureiro”, enfatizando que “a manutenção da Comcap como instituição pública atendeu a um anseio histórico dos funcionários da agora autarquia.”
Outra questão, na avaliação de Gean Loureiro, foi “a mudança de uma prática antiga na gestão pública,como atraso no pagamento de fornecedores, possibilitou que a atual administração conquistasse preços mais baratos. A Prefeitura readquiriu a imagem de boa pagadora, ao adotar o fluxo de caixa e somente empenhar valores que estivessem disponíveis nos cofres municipais”.

BALANÇO FINANCEIRO DOS CORTES DE GASTOS

• Economia com os aluguéis dos prédios da PMF – R$ 2,2 milhões/ano.
• Redução de hora extra de 200% para 50%.
• Revogação das Comissões Especiais: economia de R$ 7 milhões/ano
• Suspensão dos efeitos financeiros do Plano de Cargos e Salários dos servidores – economia de R$ 50 milhões/ano
• Redução dos valores pagos com cargos comissionados – R$ 11 milhões em 2017
• Redução de 30% do salário do prefeito, 20% do vice-prefeito e 10% para os secretários.
• Locação de veículos: 2016 (82 veículos – R$ 2,15 milhões) – 2017 (39 veículos – R$ 1,03 milhões)
• As mudanças representam uma economia estimada em R$ 400 milhões no mandato

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome