JULGAMENTO DE LULA: GLEISI HOFFMANN DIZ QUE “MEXERAM NUM VESPEIRO”

Enquanto os advogados de Lula trocaram o acirramento e o tom político de atacar, pura e simplesmente, a parcialidade nos julgamentos de crimes pelo Judiciário, a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann ainda demonstra “distúrbios emocionais” com ataques frequentes à magistratura e com discurso inflamando o medo à sociedade. A defesa oral de Lula vai centrar duas questões: que o crime de lavagem de dinheiro e corrupção com a pena de 9 anos e seis meses pela primeira instância já prescreveu. Também pedem que, em caso de condenação, Lula tenha o direito de recorrer em liberdade, embora decisão do STF é de que réus condenados em segunda instância podem ser presos.

GLEISI HOFFMANN: “MEXERAM EM VESPEIRO”

A senadora Gleisi Hoffman depois de declarar que “a condenação de Lula vai matar gente”, agora, acirra ainda mais o radicalismo dizendo que “eles mexeram num vespeiro e se eles queriam fazer o enfrentamento político, deram a largada”. Gleisi, como de costume, atacou a imprensa e “setores da direira” que não contavam com tanto apoio popular a favor de Lula.

Mas, sobre as investigações que pesam sobre ela de ter recebido propina da Odebrecht, Gleisi deu a mesma resposta que todos os presos, processados, condenados, investigados pela Lava Jato: não há provas e não recebeu qualquer dinheiro ilícito na campanha ou fora dela.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome