GOVERNADOR ADOTA ROTINA DE INSPEÇÃO NOS HOSPITAIS

O governador Eduardo Pinho Moreira decidiu mudar a rotina de compromissos na sua agenda normal de trabalho: visitar hospitais para saber como atuam os profissionais e como os pacientes avaliam os atendimentos. Ontem, Pinho Moreira foi ao Hospital Florianópolis para saber como vem funcionando o trabalho de intervenção depois que uma nova entidade prestadora de serviços para o Estado assumiu a direção do hospital.

A mudança, foi uma das primeiras providências que ele adotou quando assumiu o governo no mês passado. O governador revelou que decidiu intervir imediatamente quando tomou conhecimento de que o hospital não tinha nem medicamentos. “Conseguimos corrigir o problema em pouco tempo e não há satisfação maior do que entrar aqui hoje e ouvir de um paciente que ele está sendo bem tratado, que tem remédio e que o atendimento é profissional e humanizado”, observou o governador. Moreira adiantou que as visitas serão recorrentes: “Pode ser pela manhã, à tarde ou à noite, meu compromisso é cuidar de perto dos assuntos da Saúde”, enfatizou.

Em um dos corredores, acompanhando a mãe que está internada há uma semana no Hospital Florianópolis, Ironildes Meira disse que está satisfeita com o atendimento. “Não nos faltou nada, a equipe é atenciosa, o tratamento está sendo bom e a limpeza do hospital também me chama a atenção de forma muito positiva”, relatou.

Depois de visitar o hospital, o governador acompanhou uma apresentação do diretor do Instituto Ideas – Organização Social que assumiu a administração do Hospital há pouco mais de um mês. Entre os principais números do balanço feito pelo médico Marcello Alberton Herdt, diretor técnico do Hospital, estão 6 mil atendimentos na emergência e 170 cirurgias realizadas, entre procedimentos de ortopedia e cirurgia geral.

“Quando chegamos aqui, concentramos todos os esforços em prover medicamentos e insumos que faltavam para assegurar essa retomada de atendimentos e de realização de cirurgias”, acrescentou o diretor. Herdt recebeu um pedido especial do governador para que os cuidados com a manutenção da estrutura e dos equipamentos sejam uma meta de trabalho. “Depois que as coisas se deterioram, fica muito mais caro consertar”, alertou o governador.

O secretário de Estado da Saúde, Acélio Casagrande, acompanhou a visita do governador e disse que o que foi realizado no Hospital Florianópolis é uma mostra dos desafios que serão vencidos em todas as regiões na área da Saúde. “Nossa prioridade é levar um serviço de qualidade a quem ainda não o tem. Toda a forma de gestão compartilhada e regulada que estamos implantando quer levar o atendimento mais rápido a quem precisa e sofre nas filas de espera”, afirmou Casagrande.

CONJUNTO DE MEDIDAS PARA GARANTIR EFICIÊNCIA

Eduardo Pinho Moreira elencou uma série de outras medidas que estão sendo tomadas pelo Governo como forma de garantir mais eficiência na área da Saúde.

Definido como meta irreversível, o pagamento dos 14% da receita líquida do Estado à área da Saúde tem sido rigorosamente cumprido. “Significa um incremento de R$ 500 milhões ao que vinha sendo pago em anos anteriores. Dá pra melhorar muita coisa”, avaliou o governador.

Eduardo Pinho Moreira afirmou que a revisão de todos os contratos traz mais eficiência porque corrige o desperdício. “É importante também que os fornecedores recebam em dia, porque se você atrasa, vai acabar comprando mal, e isso atrapalha a eficiência dos processos”. O governador informou que já destinou cerca de R$ 70 milhões para liquidar dívidas de 2017 da Saúde.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome