INGERÊNCIA POLÍTICA NA GESTÃO: CORREIOS VÃO FECHAR MAIS DE 500 AGÊNCIAS

Corrupção (vide Mensalão), ingerência política com consequências de péssima gestão, salários milionários pagos para pessoas sem qualificação e que ocupam os cargos estratégicos por indicação de partidos,com prejuízos que se acumulam desde 2016 e hoje, da ordem de quase 6 bilhões de reais.

Esse é o quadro dos Correios e mesmo possuindo o monopólio dos serviços postais, com isenção de impostos e diversos outros benefícios por ser uma estatal, vai ter que fechar 513 agências nos próximos meses e com demissão prevista de mais de 5 mil 300 funcionários.Para se ter ideia de outros “privilégios”, a diretoria executiva mantém 16 assessores especiais com salários de 23 mil reais cada um.

Esse “trem da alegria” já foi considerado inconstitucional pela Justiça do Trabalho. A folha desse pessoal tem custo R$ 500 milhões por ano.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome