SERVIDOR USA DINHEIRO PÚBLICO PARA ABASTECER PRÓPRIO CARRO E É CONDENADO

A 1ª Câmara de Direito Público do TJ confirmou sentença que condenou funcionário público por ato de improbidade administrativa. Ele abasteceu seu automóvel com cartão corporativo destinado apenas aos veículos oficiais. A ação foi proposta pelo Ministério Público, após imagens das câmeras de segurança do posto de combustível confirmarem o uso indevido do cartão pelo funcionário, reforçadas ainda pelas notas fiscais e recibos de pagamento, que demonstraram lesão ao patrimônio público decorrente do enriquecimento ilícito do acusado.

O réu apresentou defesa onde mencionou a inexistência de danos aos cofres públicos, visto que em nenhum momento foi beneficiado com os valores, pois a utilização do automóvel particular se deu para suprir a falta de veículo público necessário à realização de suas atividades. Disse ainda que o uso do cartão foi autorizado por superior hierárquico.

Para o desembargador Pedro Manoel Abreu, relator da matéria, o dolo na conduta do agente público ficou evidente, na medida em que, além de abastecer ilegalmente seu automóvel, utilizou-se de senha e matrícula de outro funcionário público para esconder sua identidade e obter vantagem pessoal, o que é absolutamente vedado pela Lei de Improbidade Administrativa.

A sentença impôs ao apelante, pela prática de ato de improbidade administrativa, multa civil de três vezes o valor do acréscimo patrimonial, o que importou em R$ 3,9 mil a serem atualizados. “Forçoso concluir que a medida imposta revela-se proporcional e razoável à gravidade do ato ilícito e adequada ao caráter punitivo”, arrematou o relator. A decisão foi unânime.

(Fonte: TJSC)

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome