ESCOLA DA BARRA DA LAGOA SERÁ AMPLIADA E PODERÁ ATENDER O TRIPLO DE CRIANÇAS

Obra ficará pronta em 12 meses

O Núcleo de Educação Infantil Municipal de Florianópolis Elisabete Anderle, na Barra da Lagoa, terá um novo prédio e ampliará o número de crianças atendidas. A ordem de serviço para o início das obras foi assinada pelo  prefeito Gean Loureiro e o secretário de Educação Maurício Fernandes Pereira.

De duas salas, com 46 crianças, o número saltará para 6 salas de atendimento ,   beneficiando em torno de 120 pequenos entre quatro meses e seis anos de idade.

O prédio, que terá 879 metros quadrados de área construída, será erguido no mesmo terreno da atual instalação do NEIM, na Servidão Timóteo José Mariano, 254.

O investimento da Prefeitura, anuncia Gean Loureiro,  será de R$ 2 milhões 827 mil e o prazo de conclusão dos trabalhos de 12 meses.

No pavimento inferior, haverá área de recreação coberta, cozinha, dispensa, lavanderia, copa,  sala de professores, depósito de material didático, banheiros, sala de atendimento de saúde, sala para coordenação e sala para secretaria, banheiros.

Também esse pavimento contará com sistema de coleta de água de chuva e espaço para amamentação.

Haverá um reservatório para essa captação da água da chuva. O que for coletado servirá para irrigar jardins e hortas,   para lavar pisos externos, ser usado  nas descargas de vaso sanitário. Irá diminuir o escoamento do alto volume de água nas redes pluviais durante as chuvas fortes.

Para o secretário de Educação, Maurício Fernandes Pereira, uma sala de amamentação é importante para  que as mães não  interrompam o aleitamento  com a entrada da criança na educação infantil.

“Com um espaço apropriado, é garantido à mulher privacidade para alimentar os filhos ou que possam tirar o leite a qualquer momento”, diz.

A Organização Mundial da Saúde orienta que as crianças mamem no peito no mínimo até dois anos de idade.

No piso superior , haverá seis salas de atendimento: do grupo  de crianças de até 1 ano (G1) ao grupo de até 6 anos   (G6).  O projeto prevê também uma sala multiuso, além de outros banheiros. Ligando os dois pisos haverá uma plataforma elevatória.

Quem foi Elisabete Anderle

Graduada em Ciência Sociais pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Elisabete foi  professora e Pró-Reitora de Extensão na Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc).

Em julho de 2005, assumiu  como diretora da Secretaria de Estado da Educação, Ciência e Tecnologia. Na sequência,   foi titular da pasta até fevereiro de 2007. Em março daquele ano tornou-se presidente da Fundação Catarinense de Cultura.

Elisabete Anderle tinha 60 anos e fazia tratamento contra um câncer, diagnosticado em 2004.  Faleceu no dia 17 de março de 2008.

Ela era viúva do professor Jacó Anderle, que morreu em julho de 2005.  O casal teve três filhos: Ricardo, Fernando e Elisa.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome