PESCADORES RECEBEM HABILITAÇÃO PROFISSIONAL

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc), formou em parceria com a Capitania dos Portos de Santa Catarina (CPSC), o Sindicato Rural de Florianópolis e o Instituto de Geração de Oportunidades de Florianópolis (IGEOF), a primeira turma de pescadores no curso de Pescador Profissional (POP), no nível de habilitação 1, Aquaviário do 3º Grupo.

Ao todo, 63 profissionais foram habilitados para o exercício da função, com capacidade para tripular embarcações de pesca de qualquer tipo e porte, empregada em qualquer tipo de navegação.

O curso contou com carga horária total de 112 horas-aula as quais foram cumpridas no Centro Cultural da Marinha em Santa Catarina – CCMSC.

Os alunos aliaram conteúdos teóricos e práticos com metodologia focada na formação por competência, propiciando conhecimentos que possibilitaram a ampliação do aprendizado no dia a dia de suas atividades profissionais.

Os alunos concluem a formação preparados para que, durante um ano de embarque, consolidem o conhecimento, o entendimento e a proficiência necessários para exercer a função de patrão de embarcações de pesca com AB menor ou igual a 10 e de potência propulsora até 170 kW, empregadas na navegação interior e na navegação costeira, conforme definido pela Capitania dos Portos (CP) de sua jurisdição.

A Capitania dos Portos de Santa Catarina e suas Delegacias subordinadas forneceram aos participantes a Caderneta de Inscrição e Registro e o Certificado de Proficiência (DPC-1034), atestando estarem devidamente qualificados com as competências definidas na Convenção Internacional sobre Padrões de Instrução, Certificação e Serviço de Quarto para Marítimos (STCW/78).

FORM AÇÃO  PROFISSIONAL

O superintendente do Senar/SC Gilmar Antônio Zanluchi esteve presente na formatura e, segundo ele, o custeio do curso foi de responsabilidade do Senar/SC, que é mantido pela classe produtora rural compreendida por produtores rurais e capturadores pesqueiros, através do recolhimento compulsório de 0,2% sobre a comercialização da produção primária para pessoa física ou jurídica.

Após um ano de embarque, os profissionais formados também estarão aptos para exercer função de “patrão” (condutor), sendo responsáveis pelas manobras da embarcação e também a segurança de todos os aquaviários a bordo.

O presidente do Sistema Faesc/Senar-SC, José Zeferino Pedrozo, destacou que é preciso profissionais capacitados e preparados para o desempenho da função conforme a legislação vigente exige. Ficamos orgulhosos em ver o interesse dos pescadores em buscar mais qualificação.

De acordo com o presidente a união de esforços tornou possível a habilitação desses profissionais. “Esse curso vai ao encontro com a missão do Senar/SC em promover a educação profissional contribuindo para um cenário crescente de desenvolvimento da produção sustentável, da competitividade e de avanços sociais em atividades voltadas ao setor primário da economia”, complementou.

TURMAS EM ANDAMENTO

Além dos 63 pescadores habilitados, o convênio também conta com outras duas turmas em andamento nos municípios de Itapoá, por meio da Delegacia da Capitania dos Portos de São Francisco, e Florianópolis, através da Delegacia da Capitania dos Portos de Santa Catarina.

Outras nove turmas têm previsão de início nos próximos dias e meses (outubro e novembro). O curso está presente nos municípios de: Balneário Barra do Sul, Balneário Gaivota, Balneário Rincão, Itapoá, Joinville e Florianópolis. As turmas também contam com o apoio dos Sindicatos Rurais de Campo Alegre e Joinville e das Colônias de Pesca e Prefeituras dos municípios em que existem alunos em formação.

 

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome