MERÍSIO E MOISÉS APRESENTAM PRIORIDADES PARA A SEGURANÇA

Investimentos na área da Segurança Pública vem sendo o tema principal do discurso dos dois candidatos que disputam o governo no segundo turno em Santa Catarina.

GELSON MERÍSIO

O candidato Gelson Merísio, do PSD, Aponta que com tecnologia a área da Segurança Pública vai trazer para operações de ruas cerca de mil e 400 policiais que hoje exercem funções administrativas dentro dos quartéis e delegacias.
Também cerca de 5 mil policias que se aposentaram aos 30 anos de serviço, grande parte apenas para ganhar nova patente e que continuam trabalhando em serviços da iniciativa privada, terão oportunidade de voltar à atividade militar.
Com o foco nesse pessoal, o Estado, segundo Merísio, evitaria gastar 400 milhões de reais por ano que é o custo de formação de policiais em academia e que leva quase um ano prestando curso de qualificação.
Lembra também que outra fonte garantida de dinheiro virá com a exclusão de 1200 dos 1400 cargos comissionados.

COMANDANTE MOISÉS

Comandante Moisés, do PSL, que cumpriu carreira no Corpo de Bombeiros Militar, diz que inicialmente, vai recompor o efetivo da Polícia Militar que, em 1987 era formado por 13 mil policiais e atualmente conta com 10 mil homens.
Comandante Moisés revela que o Estado tem onde buscar recursos no próprio orçamento do Estado, como a extinção das secretarias regionais (hoje agências Regionais) que, por ano, gastam mais de 350 milhões de reais, orçamento superior ao que é destinado ao Corpo de Bombeiros.

 

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome