SC, ARGENTINA E URUGUAI SE UNEM NO CONTROLE POPULACIONAL DE JAVALIS

Santa Catarina, Argentina e Uruguai integram ações para controlar a população de javalis e porcos asselvajados. O assunto será tema do III Seminário Internacional sobre Manejo de Javali e Porcos Asselvajados, que acontece nesta segunda e terça-feira (22 e 23) na cidade de La Rioja, Argentina.

O secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Airton Spies, e o comandante da Polícia Militar Ambiental em Lages, Major PM Adair Alexandre Pimentel, participam do evento, onde apresentarão a experiência catarinense na gestão e manejo das populações de javalis.

Devido à rápida dispersão desses animais no território, é intenção é criar uma ação integrada entre Uruguai, Argentina e Brasil para ter mais eficácia no controle dos javalis.

EM SANTA CATARINA

Santa Catarina é referência nacional no controle populacional dos javalis. Com uma estratégia que integra os setores público e privado, o Estado realiza ações de educação ambiental, monitoramento, autorização de caça, instalação de armadilhas em propriedades rurais e acompanhamento da sanidade animal.

Um aplicativo deve ser lançado em breve para aumentar a eficácia no controle dos animais.

PREJUÍZOS

Os javalis causam problemas ambientais, perdas econômicas aos produtores rurais e representam uma ameaça à biodiversidade e a segurança das pessoas. Para Santa Catarina, a preocupação principal é com a ameaça à sanidade animal.

Segundo o secretário da Agricultura, Airton Spies, o animal pode ser vetor de doenças que afetam animais domésticos, principalmente suínos e bovinos. “Para Santa Catarina o controle do javali e dos porcos asselvajados é uma prioridade. A agropecuária representa 29% do Produto Interno Bruto catarinense, dos quais 60% são compostos pela produção de carnes e leite”, ressalta.

 

 

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome