EM SESSÃO ESPECIAL, IMPRENSA NA ALESC COMEMORA 50 ANOS

Em sessão especial na noite de ontem, a Assembléia  Legislativa comemorou, com homenagens, os 50 anos do setor de comunicação da Casa. Estavam presentes e foram homenageados  os servidores que chefiaram o departamento e os pioneiros na fotografia e assessoria de imprensa.

Em 1968, quando a comunicação institucional foi implantada na Casa e foi pioneira nos órgãos públicos do estado, a tecnologia era precária. Hoje, com seu auxílio, a distribuição das notícias foi facilitada e seu alcance pode ser percebido em cada canto do estado.

O objetivo da atual Diretoria de Comunicação, no entanto, continua o mesmo de seus primórdios: levar informação de qualidade e de forma democrática para o maior número de catarinenses. Atualmente, a diretoria  é composta por três veículos de comunicação: TVAL, Agência AL e Rádio AL. Além desta estrutura, desde 2010, conta também com a Gerência de Redes Sociais.

A diretoria também produz todo o conteúdo jornalístico direcionado à imprensa e aos cidadãos, distribuídos por meio da assessoria de comunicação, pela Sala de Imprensa.

De acordo com o presidente, deputado Silvio Dreveck, esses 50 anos representam uma história relevante, pois a comunicação é um instrumento que leva à população o que é o parlamento, o que o parlamento realiza. “Penso que se não fosse esse trabalho, a Assembleia estaria numa situação de pouco conhecimento pela sociedade. É justo e meritório o trabalho dos profissionais que atuaram todos esses anos, dos que estão atuando. Mesmo tendo os equipamentos, quem faz são as pessoas. Os profissionais da Assembleia estão de parabéns por acreditarem que a informação é um instrumento de fortalecimento da democracia.”

INOVAÇÃO NA INFORMAÇÃO

A atual diretora de Comunicação Social, jornalista Thamy Soligo, avalia que, “apesar de ser um órgão público, a comunicação desenvolvida pela Casa inova a todo momento, algumas vezes mais do que na iniciativa privada. Temos nos tornado exemplo, inclusive, na inovação da comunicação digital, no modelo de linguagem nos últimos anos. Isso tem nos levado a sermos referência para outras Assembleias, o que muito nos orgulha. Também temos um quadro de profissionais bastante capacitado, que tem buscado se qualificar, acompanhar os novos tempos e tenho certeza que isso faz toda a diferença e vai continuar fazendo para os próximos anos da Diretoria de Comunicação.”

TRANSPARÊNCIA NAS INFORMAÇÕES

Rossana Espezim, funcionária efetiva e atualmente ocupando a gerência da Sala de Imprensa, ocupou a tribuna e falou em nome dos homenageados da noite. Segundo ela, a imprensa da Assembleia Legislativa garante a transparência do Poder Legislativo. “Os cidadãos ficam informados e também nós informamos à imprensa. Hoje, pode-se dizer que a imprensa do Poder Legislativo pauta as rádios, os jornais e a televisão de Santa Catarina.

Os profissionais homenageados representam a ousadia, o pioneirismo, o comprometimento e a dedicação, que ao longo desses 50 anos fez de uma imprensa incipiente, que contava com um mimeógrafo e um jornalzinho, se transformar no que é hoje, uma referência nacional.”

Um dos homenageados que dirigiu a Comunicação da Casa, Osmar Teixeira, lembrou o pioneirismo da Assembleia Legislativa. “A criação do setor específico para a imprensa, já em 1968, foi da maior importância. O governo do estado esperou mais cinco anos para que isso acontecesse. Só em novembro de 1973 foi implantado o setor de comunicação do Executivo catarinense. A imprensa da Alesc tem prestado um relevante serviço à sociedade e aos outros poderes.”

O também ex-diretor de Comunicação, Sérgio Lopes, outro homenageado, relembrou a trajetória do legislativo catarinense. De acordo com ele, o poder legislativo, à época, sofria grandes restrições, assim como os parlamentares em suas atividades. “Havia uma campanha absurda contra a classe política, contra os parlamentos, então as mesas diretoras fizeram um esforço de se mostrar mais à população. Então, houve um período de enfrentamento daquela situação e foi criada a estrutura de imprensa da Casa, com essa preocupação, de valorizar o poder e divulgar os trabalhos realizados. Isso foi o que nos competiu naqueles anos realmente difíceis.”

O ex-deputado Otávio Gilson dos Santos falou em nome dos parlamentares. Para ele, a Alesc seria outra, bem menos conhecida pela população, se não fosse o trabalhos dos jornalistas que trabalharam e trabalham na Casa.

HOMENAGEADOS

– Jamile Machado (chefe da Sala de Imprensa)
– Orestes Araújo (fotógrafo)
– André Fretta May (diretor)
– Bonifácio Thiesen (diretor)
– Eloá Coutinho de Miranda e Queiroz (diretora)
– José Francisco Alves Lopes (diretor)
– Lúcia Helena Evangelista Vieira (diretora)
– Maria Ivonete Lessa (diretora)
– Marise Ortiga Rosa (diretora)
– Osmar Teixeira (diretor)
– Samir Machado (diretor)
– Sérgio Lopes (diretor)
– Thamy Soligo (diretora)

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome