CELESC APRESENTA PROGRAMAS DE ECONOMIA NO CONSUMO DE ENERGIA

Com investimentos da ordem de R$ 35 milhões para estimular o uso racional da energia elétrica, a Celesc lançou novas edições dos projetos Banho de Energia, Energia do Bem e Bônus Eficiente que vão permitir ainda o combate ao desperdício de energia em residências por meio da substituição de eletrodomésticos antigos por novos ou com a instalação de sistemas de reaproveitamento energético.

Os projetos, apresentados hoje pela manhã em Florianópolis, pelo governador Pinho Moreira e o presidente da Celesc, Cleverson Siewert, vão beneficiar aproximadamente 77,5 mil pessoas com a instalação de sistemas trocadores de calor para chuveiros elétricos e fogões à lenha; troca de refrigeradores, freezers e ar condicionado antigos por novos com selo Procel; e a substituição de lâmpadas ineficientes por lâmpadas de LED.

No mesmo ato, a Celesc destinou recursos do Bônus Eficiente para três instituições sociais: Associação Catarinense de Autismo (ASCA); Associação de Síndrome de Down, de Joinville; Asilo São Vicente de Paulo, de Criciúma. A estimativa é que cada entidade receba aproximadamente R$ 100 mil que segundo o governador Eduardo Pinho Moreira a Celesc tem um desempenho de excelência como órgão regulador que é e de contribuição social.

“Ao longo do tempo, a Empresa tem ajudado muitas instituições filantrópicas que prestam assistência social trazendo benefícios às pessoas mais carentes do nosso Estado. É uma iniciativa que a presidência e a diretoria da Celesc realiza todos os anos com grande satisfação, conscientes de que uma empresa pública precisa desempenhar um trabalho social de qualidade”, destacou Eduardo Moreira.

Para os projetos, serão destinados um total de R$ 25,5 milhões. Além deles, a Celesc também está lançando nova Chamada Pública para a seleção de projetos requisitados pelos próprios consumidores. Para a Chamada, serão investidos outros R$ 9,5 milhões.

OS PROGRAMAS

Banho de Energia 3:
– Objetivo: Instalação de 700 sistemas de trocador de calor para fogão à lenha, instalação de 3,4 mil trocadores de calor para chuveiro elétrico e substituição de 30,7 mil lâmpadas ineficientes por lâmpadas bulbo de LED.
– Investimento: R$ 9.504.467,50
– Beneficiados: 4,1 mil famílias do meio rural e baixa renda – aproximadamente 16 mil pessoas.
– Municípios participantes: Abdon Batista, Anita Garibaldi, Correia Pinto, Lages, Otacílio Costa, Ponte Alta e São Cristóvão do Sul
– Definição dos municípios: planalto serrano, devido à utilização do fogão a lenha e por atingir baixas temperaturas em determinadas épocas do ano

Energia do Bem 5:

– Objetivo: Substituição de 42.800 lâmpadas fluorescentes compactas ou incandescentes por lâmpadas bulbo LED. Troca de 1,4 mil refrigeradores antigos por novos com selo Procel e instalação de 3.450 trocadores de calor para chuveiro.- Investimento R$ 6.960.800,00
– Beneficiados: 8,5 mil famílias poderão participar do projeto – aproximadamente 34 mil pessoas.
– Municípios participantes: Será atendida a região litorânea, com prioridade para locais com os maiores índices de perdas não técnicas nas regiões de Joinville, Itajaí, Criciúma e Florianópolis.

Bônus Eficiente 5:

– Objetivo: Subsídio de 50% para a troca de 6.850 eletrodomésticos (3.500 refrigeradores, 1.500 freezers e 1.850 aparelhos de ar condicionado) antigos por equipamentos novos com Selo Procel- Investimento R$ 9,0 milhões
– Benefício para 6.850 famílias, em toda área de concessão, aproximadamente 27,4 mil pessoas
– Bônus de 50% para troca de refrigeradores, freezers, condicionadores de ar e lâmpadas
Um dos benefícios proporcionados pelos projetos Bônus Eficiente está a doação para instituições filantrópicas. Desde 2012, foram doados mais de R$ 4 milhões para instituições assistenciais como apaes, creches e
Ao todo serão destinados R$ 9,5 milhões para a execução desses projetos, sendo R$ 2,5 milhões destinados exclusivamente para ações de incentivo à Eficiência Energética com a inserção de geração por fontes incentivadas (fotovoltaica, eólica) em Hospitais Públicos e Filantrópicos.
As chamadas públicas são realizadas pela Celesc desde 1999. Em 2014, essa boa prática tornou-se obrigatória para todas as distribuidoras de energia do País, com regimento estabelecido pela própria Agência e nesse período (últimos quatro anos), 37 projetos foram aprovados pela Celesc, com investimento de mais de R$ 50 milhões, em benefício de universidades, prefeituras, hospitais, indústrias, prédios públicos.
“Desde 2011, por orientação do Governo do Estado, tomamos a decisão de executar projetos sempre visando a democratização do uso dos recursos energéticos, a ideia principal é que esses projetos possam ser sentidos e aproveitados pela maior quantidade possível de pessoas e em áreas de maior necessidade”, enfatizou o presidente da Celesc, Cleverson Siewert.

CONVÊNIO COM A ACAERT

Ainda na manhã desta segunda-feira, 3, na presidência da Celesc, o governador Eduardo Pinho Moreira e o secretário de Estado da Comunicação, Gonzalo Pereira, acompanharam o ato que renova o convênio entre a Companhia e a Associação Catarinense das Emissoras de Radio e Televisão (Acaert) com o objetivo de divulgar eventos programáticos da Empresa, desligamentos para a realização de obras e informações como dicas de segurança para a sociedade. “É fundamental uma parceria onde se facilita a comunicação do Governo com o cidadão”, frisou o governador.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome