CARLOS MOISÉS: AS MUDANÇAS CONTRA A CHAMADA “VELHA POLÍTICA”

O governador eleito Carlos Moisés que amanhã, assume oficialmente o comando do Estado, vem demonstrando que o discurso de campanha, principalmente no segundo turno, prevaleceu depois do resultados das urnas: o “surto”, a “epidemia” da chamada velha política que, por anos e anos, mandava, desmandava, chantageava, fazia de refém, o governo e suas ações acabaram.

Um dos modelos: a escolha de nomes para o secretariado e empresas, por exemplo, foi definida por ele dentro de critérios técnicos e valorização de carreira no serviço público, ouvindo ainda os homens da estrita confiança e sabedoria dentro do grupo de transição.
Sem falar que, alguns candidatos a esses cargos, passaram por sabatinas de conhecimento sobre estrutura, situação, ações e projetos para cada uma das áreas.

Queiram ou não, principalmente, aqueles que, há décadas, mandavam, ou melhor “mamavam nas tetas oficiais”, sob a batuta da orgia do QI ( quem indica), até agora, não prevaleceu.

E, por mudanças de estilo, de personalidade, de coerência, de caráter novo em governar, a maioria da sociedade catarinense aprova, com certeza.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome