PREFEITURA DE FLORIANÓPOLIS MANTÉM ENSINO DE TEMPO INTEGRAL EM 16 ESCOLAS

Custos do ensino integral são bancados pela Prefeitura. Governo Federal cortou os recursos do programa

Mais de dois  mil alunos da Rede Municipal de Ensino de Florianópolis participam do programa Ampliação da Jornada Escolar em Tempo Integral. Em 16 escolas, por intermédio da Secretaria de Educação, são oferecidas oportunidades de aprendizagem em torno dos eixos Letramento e Numeramento, Artes e cultura, Educomunicação, Educação em Direitos Humanos, Esporte e movimento e Ambiente e sustentabilidade.O seminário está sendo realizado no auditório do Centro de Educação Continuada da Secretaria Municipal de Educação, situado à Rua Ferreira Lima, 82, Centro da Capital

A iniciativa é bancada desde o ano passado com recursos da prefeitura. Antes, havia verba do governo Federal pelo Programa Mais Educação, mas foi cortada.
E para discutir o tema começou hoje e vai até amanhã, um seminário especial. Na abertura do evento, o secretário de Educação Maurício Fernandes Pereira disse que a intenção é ampliar cada vez mais o tempo da criança e do adolescente na escola, mas com qualidade. “Temos que possuir excelentes atividades para acolher os estudantes”, frisou.

MAIOR INTEGRAÇÃO ALUNO-ESCOLA

Na maior escola da rede, a Herondina Medeiros Zeferino, em Ingleses, há 300 estudantes beneficiados pelo programa. Para o diretor da unidade, Willian Marques Pauli, a experiência demonstra que a educação integral, por meio da ampliação do tempo de permanência e da oferta de atividades diferenciadas, contribui para que o estudante fortaleça seus vínculos com a escola e com a comunidade. Sentindo-se mais pertencente ao espaço escolar. “Essa afetividade, sem dúvidas, contribui para que o estudante se insira, permaneça e tenha sucesso no seu processo de escolarização”, complementa.

Pela manhã, os professores Raquel Schöninger e Vânio Cesar Seemann deram uma palestra a respeito da gestão político –pedagógica do programa. Até o último dia, haverá oficina sobre cada eixo das atividades propostas para 2019.

Além da jornada em tempo integral, estão sendo atendidos, em 17 unidades educativas, mais 1.546 estudantes no apoio pedagógico, ofertando atividades complementares no contraturno para quem obteve baixo desempenho nos componentes curriculares.

APOIO PEDAGÓGICO

Participam do programa de educação integral as escolas Acácio Garibaldi São Thiago, Adotiva Liberato Valentim, Albertina Madalena dias, Anísio Teixeira, Batista Pereira, Brigadeiro Eduardo Gomes, Dilma Lúcia dos Santos, Donícia Maria da Costa, Henrique Veras, Herondina Medeiros Zeferino, Intendente Aricomedes da Silva, José Amaro Cordeiro, Luiz Cândido da Silva, Virgílio dos Reis Várzea, José Jacinto Cardoso e Osvaldo Galupo.

Participam do programa de apoio pedagógico as escolas Antônio Paschoal Apóstolo, Almirante Carvalhal, Alfredo Rohr, Beatriz de Souza Brito, Joao Francisco Garcez, Costa de Dentro, Joao Gonçalves Pinheiro, Jose do Valle Pereira, Jurerê, Maria Conceição Nunes, Maria Tomàzia Coelho, Mâncio Costa, Osmar Cunha, Paulo Fontes, Vitor Miguel de Souza, Osvaldo Machado, Luiz Candido da Luz.

EIXOS DA EDUCAÇÃO INTEGRAL

1-Letramento e Numeramento: O foco é no desenvolvimento de oficinas voltadas à alfabetização, leitura, escrita, produção e análise linguística, a alfabetização matemática, o numeramento.

2-Artes e cultura:Prevê a realização de oficinas que contemplem as diferentes linguagens no campo das artes. Neste eixo podem ser desenvolvidas as seguintes oficinas: banda fanfarra, flauta doce, instrumentos de corda, canto coral; percussão; hip-hop, cineclube, danças, desenho, escultura, grafitismo, pintura, mosaico, prárica circense, teatro, vídeos.

3-Educomunicação:O eixo busca possibilitar uma formação crítica da recepção e da produção midiática. As atividades deverão oportunizar aos estudantes o exercício da criatividade, criticidade, protagonismo e da autoria nas produções coletivas.
Neste Eixo podem ser desenvolvidas as seguintes oficinas: jornais escolares, blogs, cinema, animação, gamificação, fanzine, rádio-escola, cincelube, fotografia, robótica.

4-Educação em Direitos Humanos:As oficinas, neste Eixo devem promover a (con)vivência, a reflexão e o aprendizado coletivos com vistas à produção e organização de novos saberes e práticas relacionadas aos direitos humanos, em especial aquelas atitudes voltadas para a promoção, proteção e defesa dos direitos humanos e suas implicações na organização das práticas curriculares, no ambiente escolar e na vidas das pessoas.

5-Esporte e movimento:Este Eixo prevê a realização de oficinas que trabalhem as diferentes manifestações das práticas corporais. (Tem como foco a aprendizagem e a valorização da cultura local e o direito ao acesso à cultura global.
Neste eixo podem ser realizadas oficinas abordando: jogos e brincadeiras, ginástica, dança (de rua, de clube), esporte, lutas (uga-uga, marajoara, karatê, capoeira, maculelê), práticas corporais alternativas (yoga, biodança, meditações, massagens, pilates, tai chi-chuan).

6-Ambiente e sustentabilidade:Hortas escolares, reciclagem, estudo do meio, paisagismo, tratados internacionais sobre o meio ambiente, mobilidade, saúde e bem-estar e biodiversidade são alguns dos temas que serão abordados neste eixo.

*PROGRAMAÇÃO DO SEMINÁRIO-AMANHÃ:

•8h30 às 10h – Workshop: “O letramento e o numeramento”.Ministrante: Profa. Me. Daniela Weber e Prof. Me. Marco Cesar Krüger da Silva
•10h às 10h15 – Coffee-break
•10h15 às 12h – Workshop: “Ambiente e sustentabilidade”. Ministrante: Prof. Me. Alexandre PistoiaSaydelles
•12h às 13h – Intervalo para almoço
•13h ás 15h – Workshop: “Esporte e movimento”. Ministrante:Prof. Me. André Justino da Costa
•15h às 15h15 – Coffee-break
•15h15 às 17h – Palestra: “A educação integral no contexto da política educacional”. Ministrante: Prof. Dr. Juares da Silva Thiesen
•17h – Encerramento

 

 

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome