MOISÉS APRESENTA REFORMA ADMINISTRATIVA. ASSEMBLÉIA GARANTE “ANÁLISE CRITERIOSA”

Com a proposta de economizar R$ 124 milhões por ano, extinção de duas secretarias centrais, seis secretarias executivas, uma sociedade de economia mista, cinco conselhos administrativos, duas autarquias, além das 20 agências de desenvolvimento regional e a extinção de 2.054 cargos comissionados, o governador Carlos Moisés entregou hoje ao deputado Júlio Garcia, presidente da Assembléia Legislativa o projeto de Reforma Administrativa do governo.

Ao receber o projeto,o  presidente da Assembleia Legislativa, Júlio Garcia afirmou que já a partir de amanhã, os deputados já vão trabalhar com a proposta da reforma.

“A reforma vai merecer da Assembleia uma análise criteriosa, com muita responsabilidade, e no tempo adequado vamos dar a resposta à sociedade”, disse Julio Garcia, acrescentando que “o papel do legislativo é aprovar tudo o que for bom para Santa Catarina, modificar o que precisa ser melhorado e rejeitar aquilo que não for bom para o Estado”, lembrou Julio Garcia.

O governadcr disse que o projeto se traduz numa reforma que reduz o Estado, com economia de recursos, e reorganiza a estrutura administrativa, eliminando estruturas em duplicidade”,

O projeto passará, inicialmente, pela análise da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Posteriormente, será apreciada pela Comissão de Finanças e Tributação. Deve ser analisada, ainda por uma comissão de mérito.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome