BACHAREL CATARINENSE É INDICADO PARA CURSO NA ESCOLA SUPERIOR DE GUERRA

Na foto, em Brasília, Lunardelli com o delegado da PF, Márcio Anselmo e o assessor do presidente Bolsonaro, Marcio de Vasconcelos.

Mestre em Direito Internacional pela USP, o jovem advogado catarinense Alberto Lunardelli Caldeira, 32 anos de idade, atualmente em Brasília, além de assessor da presidência da FUNAI, acaba de ser indicado pelo ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva para uma missão oficial de alta relevância: vai participar da Primeira Edição do Curso de Análise de Crises Internacionais promovido pela Escola Superior de Guerra.

Lunardelli já viveu também em Washington, onde trabalhou para a Organização dos Estados Americanos (OEA) e para o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Entre seus trinta colegas de Turma, estão o Delegado que desencadeou a Operação Lava Jato, Márcio Anselmo, e o Assessor Especial do Presidente Bolsonaro Márcio de Vasconcelos.
Alberto Lunardelli Caldeira, “manezinho legítimo”, pertence ao clã dos saudosos Odilon e José Abelardo Lunardelli e filho de Alberto Caldeira, funcionário de carreira da Justiça do Trabalho em Santa Catarina onde exerce a representação  de   conciliador e mediador credenciado pelo CNJ, Conselho Nacional de Justiça.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome