PREFEITURA INVESTE R$ 50 MILHÕES EM INFRAESTRUTURA NO NORTE DA ILHA

O prefeito Gean Loureiro vai assinar às 19 horas, na sede da Acadepol, em Canasvieiras, as ordens de serviços para obras de infraestrutura em cinco bairros do Norte da Ilha. As obras envolvem recursos de mais de R$ 15 milhões e somados com outros investimentos já realizados na região, os projetos somam cerca de R$ 50 milhões.

Entre as vias a serem beneficiadas, com esse novo programa de obras, está a Rua Leopoldino Francisco Pinheiro, que liga a Rua Manoel Leôncio de Souza Brito, na Vargem Pequena, à Estrada João Januário da Silva, em Ratones. Atualmente, ela é de chão batido, mas receberá pavimentação asfáltica em seus 1,7 km de extensão, além de drenagem, passeio em um dos lados e sinalização.

Em Ponta das Canas e Lagoinha, a Estrada Jornalista Jaime de Arruda Ramos será contemplada com restauração da pavimentação asfáltica e sinalização em seus 2,54 km. . Assim como na Rua Leopoldino Francisco Pinheiro.

Também será feita a entrega da ordem de serviço da Rua Virgílio Várzea, em Canasvieiras, que terá o pavimento asfáltico restaurado, bem como nova sinalização, em seus 970 metros. Nas três vias públicas citadas, o prazo de conclusão das obras é de quatro meses.

A Prefeitura ainda anunciará o início das obras na Rua do Lamim, rota alternativa ao Caminho do Rei, entre Jurerê Tradicional e Canasvieiras. Dos aproximadamente 2,4 km, apenas 800 metros são pavimentados, o restante é chão batido, mas em breve toda a extensão contará com melhor estrutura, já que receberá asfalto nos outros cerca de 1,6 km.

Investimentos na Região

Os investimentos no Norte da Ilha como um todo chegam a cerca de R$ 50 milhões, entre os que já foram realizados recentemente e os que estão previstos, além dos já citados.
O projeto de engordamento da faixa de areia de Canasvieiras, orçado em R$ 16.417.463,54, encontra-se em fase de homologação do processo licitatório.
O projeto vai beneficiar o trecho de 2.325 metros que vai de Canajurê até o Rio do Brás, o qual receberá um volume total de 344.685,97 m³ de areia fina de cor e espessura semelhantes à existente. Assim, a faixa de areia utilizada para lazer passará a ter, inicialmente, em torno de 40 a 50 metros de largura, e de 30 a 35 metros, quando estabilizada.
Os recursos são da própria prefeitura e da Caixa Econômica.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome