DEPRESSÃO E SUICÍDIO: O BRASIL TEM O MAIOR QUADRO NA AMÉRICA LATINA

A iniciativa dos seminários regionais foi do deputado Ismael Santos, do PSD.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, dentre os países da América Latina, o Brasil tem o maior índice de pessoas que sofrem de depressão.
Outro dado preocupante: a taxa de mortes por suicídio atinge 6% por cada 100 mil habitantes no País.

Diante desses quadros, a Comissão de Prevenção e Combate às Drogas da Assembléia Legislativa vai realizar seminários regionais no Estado – “Viver é a melhor escolha: O desafio pessoal de sobreviver aos problemas da sociedade moderna”, visando capacitar agentes comunitários na prevenção ao suicídio e tratamento da depressão.

A decisão atendeu requerimento protocolado na comissão pelo deputado Ismael dos Santos, do PSD, e os três primeiros encontros acontecerão nas cidades de Chapecó, no dia 12 de agosto, Criciúma, no dia 29 de setembro, e Itajaí, no dia 18 de novembro.

De acordo com o deputado, autor da proposta, “nós partimos de estatísticas, números, sobretudo fornecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS), como por exemplo, 300 milhões que passaram pelos serviços de saúde mental com problemas de depressão, seja leve, moderada ou aguda. Temos no Brasil pelo menos 6% da população enfrentando a dificuldade depressão. Sem falar na questão do suicídio, a cada 40 segundos um suicídio no mundo e a cada 45 minutos um suicídio no Brasil, uma média de 32 suicídios por dia em nosso país”, afirmou o parlamentar.

O deputado lembrou ainda que o uso de drogas pode ter relação com o desenvolvimento de comportamentos depressivos que acabam acarretando em suicídios.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome