GOVERNO NÃO GARANTE ANTECIPAÇÃO DO 13o. PARA OS SERVIDORES

O deputado Mauricio Skudilarki é líder do governo na Assembléia Legislativa

Diferente de anos anteriores em que os servidores estaduais recebiam no mês de julho o adiantamento de 50% do 13º. Salário, neste primeiro ano do governo Carlos Moisés, a Secretaria da Fazenda não tem previsão assegurada.

Segundo o deputado Mauricio Skudilarki, que é líder do governo na Assembléia “a previsão do governo é de pagar o 13º salário no mês de dezembro, mas todos os anos houve adiantamento, ocorre que todo mundo sabe a situação do estado, não há ainda uma previsão de antecipação do abono de natal”.

O parlamentar, diz ainda que “apesar da economia realizada pelo governo – só em oxigênio para os hospitais foram economizados R$ 12 milhões em 2019 – o aumento da dívida e do déficit previdenciário impediram a provisão.

“A dívida dobrou nos últimos três anos, como também o déficit da previdência aumentou”, argumentou Eskudlark, que ponderou a queda da receita em setores da economia, como o turismo. “Perdemos 70% do turista argentino”.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome