“SORRIA PALHOÇA”: PROGRAMA DA PREFEITURA MUNICIPAL OFERECE TRATAMENTO DENTÁRIO PARA PESSOAS CARENTES

Dentro do programa “Sorria Palhoça”, a Prefeitura Municipal já atendeu, nos últimos três meses, 300 pacientes para entrega de próteses dentárias e para confecção de moldes de dentaduras e a expectativa é que, até final do ano, 500 pessoas serão beneficiadas.

O programa é destinado a moradores de Palhoça que, após avaliação do dentista da unidade básica de saúde, podem realizar o tratamento gratuitamente no Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) no bairro Ponte do Imaruim.

A Secretaria Municipal de Saúde ampliou o CEO com mais um consultório odontológico e realiza mutirões periódicos aos sábados para atender a demanda gerada após o lançamento do programa. O próximo mutirão está previsto para 19 de outubro e prevê a entrega de mais 120 próteses em um único dia.

DIGNIDADE

O prefeito Camilo Martins ressalta que o programa amplia o acesso ao tratamento odontológico gratuito. “É uma iniciativa que emociona porque faz diferença na vida de quem realmente precisa recuperar a arcada dentária e não pode arcar com os custos”, lembra o prefeito Camilo Martins.

O secretário municipal de Saúde, Rosinei Horácio, compartilha da opinião do prefeito. “Por meio de dentaduras para arcadas superiores e inferiores, os pacientes residentes em Palhoça podem recuperar a mastigação, a fala e a auto estima”, conclui.

O palhocense Oscar Ruciski, residente do bairro Rio Grande com mobilidade reduzida devido a um acidente vascular cerebral, ficou visivelmente emocionado com a recuperação da função mastigatória, sorriso e autoestima, ao utilizar sua nova prótese dentária. “Não tenho como comprar uma dentadura. Sou paranaense e lá não consegui minha prótese pela rede pública. Hoje, recorrendo normalmente ao posto de saúde de onde moro, aqui de Palhoça, realizei um sonho porque estava há muito tempo sem dentes e com bastante dificuldade para me alimentar”, explica.

Podem participar do Sorria Palhoça os moradores da cidade com:

1. a) vulnerabilidade/risco social;
2. b) quadro imunodeprimido, imunossuprimido ou subnutrido;
3. c) necessidades especiais;
4. d) indicação de reabilitação;
5. e) necessidade de substituição de prótese

 

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome