SERVIDORES COBRAM AUMENTOS SALARIAIS DO GOVERNO DO ESTADO

Deputados de vários partidos na Assembléia Legislativa apoiam os direitos salariais dos servidores estaduais.

Categorias de servidores públicos estaduais que prestam serviços considerados essenciais à população catarinense, como segurança pública e saúde, vêm mantendo reuniões e cobrando do governo do Estado garantias de reposição e reajuste salariais.

Na semana passada, lideranças que representam policiais civis e militares receberam apoio de deputados de várias bancadas na Assembléia Legislativa em cima de reajustes de salários. O governo do Estado, em nota oficial, respondeu que o momento é de diálogo e que, qualquer outro fato sobre política salarial, pode ser considerada intempestiva.

Amanhã, servidores da Secretaria Estadual de Saúde realizam assembléia para, também, reinvindicar aumentos salariais.

E hoje,  durante a sessão ordinária da Assembléia, deputados apoiaram as reivindicações por melhores salários dos servidores da Fundação Catarinense de Esportes (Fesporte) e defenderam o auxílio do Executivo estadual aos imigrantes.

A deputada Paulinha, do PDT, disse da tribuna que a pauta é muito justa, lembrando que parlamentares conversaram com o governador sobre a readequação de carreiras e salários de categorias que têm os menores salários.
O

utro deputado, Ivan Naatz, do PV, disse que é testemunha de que falta até bola para as crianças jogar nas escolas e que falta bolinhas de tênis de mesa que as APPs têm de comprar. A Fesporte já foi a Fesporte. Tiraram o fundo e agora não tem dinheiro para nada, tudo que tem de fazer, tem de pedir dinheiro, mas o orçamento deste ano é quase R$ 2 bilhões a mais do que no ano passado, dinheiro tem, então tem de lutar pelo direito de vocês.

Já os deputados Fabiano da Luz (PT) e Ada de Luca (MDB) lamentaram o fechamento do Centro de Referência de Apoio ao Imigrante (Crai), mantido pelo governo do estado.
“O estado fechou o Crai e transferiu a responsabilidade para as secretarias sociais dos municípios.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome