DESCARTE DE RESÍDUOS SÓLIDOS: GOVERNO DO ESTADO LANÇA PROGRAMA INÉDITO

Para conscientizar e envolver a população catarinense sobre a remoção correta e despejo dos resíduos sólidos, o IMA, Instituto do Meio Ambiente, lança amanhã,  em Florianópolis o Projeto Penso e Logo Destino.
O lançamento será  às 10 horas, no Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres de Santa Catarina e conta com a parceria das secretarias estaduais da Educação, Saúde, Desenvolvimento Econômico e Sustentável, Administração Prisional e da Polícia Militar Ambiental.

Com o programa, Santa Catarina torna-se o primeiro estado brasileiro a fazer a articulação da Logística Reversa, atuando como mediador entre os comerciantes, administrações municipais e população para o descarte adequado, e as entidades gestoras que realizam a coleta do material recolhido. O Programa Penso, Logo Destino, idealizado pela Coordenadoria Regional do IMA em Florianópolis, será executado em três etapas: Logística Reversa, Reciclagem e Resíduos Orgânicos.

AÇÕES DE CONSCIENTIZAÇÃO

A primeira fase do Projeto consiste na implantação de ações voltadas aos consumidores para a devolução dos produtos e embalagens após a utilização. Os produtos que devem ser devolvidos aos comerciantes são lâmpadas fluorescentes, eletroeletrônicos e seus componentes, resíduos e embalagens de óleos lubrificantes e de agrotóxicos, pneus, pilhas e baterias.

Já os fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes têm, nesta etapa, a responsabilidade de estruturar e implementar sistemas de logística reversa para que o material recolhido tenha a destinação adequada e mais ecologicamente correta.

Para isso, o IMA vai firmar parcerias com entidades gestoras responsáveis pelo recolhimento e destinação desses produtos. A ideia é que sejam instalados pontos de coleta nos municípios que aderirem ao programa. Além disso, serão promovidas, junto com as instituições parceiras, campanhas de conscientização e arrecadação dos materiais.
Dessa forma, os materiais recebem a destinação correta e muitos são, inclusive, transformados em novos produtos ou utilizados para outros fins, como é o caso do pneu que pode ser usado na construção civil e até na siderurgia.

AS PRIMEIRAS AÇÕES

O projeto vai começar no primeiro semestre de 2020 pela região da Grande Florianópolis, em Águas Mornas e Angelina, municípios de até 20 mil habitantes. No semestre seguinte, em julho de 2020, devem receber a iniciativa as cidades de Anitápolis, Antônio Carlos, Canelinha, Governador Celso Ramos, Major Gercino, Nova Trento, Rancho Queimado, São Bonifácio e São Pedro de Alcântara.

A partir de 2021, a intenção é levar o projeto para todos os municípios catarinenses.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome