PREFEITOS REAGEM COM AÇÕES JUDICIAIS CONTRA PEDÁGIOS NA BR-101

A FECAM, Federação Catarinense de Municípios e Associação dos Municípios do Sul do Estado, oficializaram hoje aqui na Capital ações judiciais contra o edital de concessão e implantação de quatro praças de pedágio na BR-101, trecho sul, entre as cidades de Paulo Lopes a São João do Sul.O trecho tem a extensão de de 220 quilometro e a empresa que vencer o leilão marcado para o dia 21 do mês que vem na Bolsa de Valores de São Paulo terá direito à concessão da rodovia por 30 anos.

O edital prevê o preço máximo da tarifa em R$ 5,19. Atualmente, na praça de pedágio de Paulo Lopes o valor é de R$ 2,70.
E, é exatamente sobre o valor da tarifa estampada pelo edital que a Fecam, e os prefeitos da região sul, estão questionando o processo na justiça e também junto ao Tribunal de Contas da União.

Outro questionamento contra a ANTT é que, enquanto no trecho norte da BR-101, entre Palhoça e Divisa com o Paraná existem apenas duas praças de pedágio, no trecho sul, serão implantadas quatro, uma a cada 50 quilômetros da rodovia. O O presidente da Fecam, Joares Ponticelli, criticou ainda a ANTT, lembrado que em diversas audiências públicas em Brasília, Florianópolis e Criciúma vários pontos do edital foram discutidos sem que houvessem quaisquer alterações no edital. –

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome