ÁLCOOL E COCAÍNA: JUDICIÁRIO DETERMINA PRISÃO PREVENTIVA A DOIS MOTORISTAS

Dois motoristas flagrados na direção de seus veículos no final de semana em Florianópolis e que, sob efeito de álcool e cocaína,  atropelaram duas pessoas tiveram prisão preventiva decretada pela justiça. Um deles, na avenida principal da praia de Canasvieiras, atropelou e provocou lesões graves em uma turista argentina. A vítima foi atendida pelo corpo de bombeiros e precisou ser encaminhada ao hospital.

Policiais que atenderam a ocorrência identificaram que o condutor do automóvel estava sob efeito de bebida alcoólica. No carro, foi também localizada certa quantidade de cocaína. Na delegacia de polícia, para onde foi levado para a lavratura do auto de prisão em flagrante, o motorista admitiu que fizera uso do entorpecente. Em juízo, mais tarde, negou tal fato.

Foi descoberto ainda que o motorista já tinha processo suspenso pelo benefício do art. 89 da Lei n. 9.099/95, pela prática de conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada pelo uso de álcool ou de outra substância psicoativa. Por esse motivo, além da homologação do flagrante, o juízo da Capital determinou a expedição do mandado de prisão preventiva.

O segundo caso registrado no fim de semana teve por protagonista um homem que, também sob efeito de álcool, praticava racha na avenida Hercílio Luz, área central da cidade, quando perdeu o controle do seu carro, um Lifan 530, e atropelou um pedestre, que teve fratura exposta nas pernas e precisou ser imediatamente conduzido ao hospital.

O motorista, por seu estado de embriaguez, provocou revolta em populares que acompanharam o acidente e foi alvo de diversas agressões. Os policiais que atenderam a ocorrência já o encontraram caído na calçada, bastante ferido e com forte odor etílico. Pela gravidade dos fatos, foi igualmente homologada a prisão em flagrante e decretada sua preventiva

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome