CORONAVÍRUS: SANTA CATARINA CRIA PLANO PARA ATENDER E IDENTIFICAR CASOS SUSPEITOS

Embora sem registros de casos suspeitos ou confirmados em Santa Catarina e  para monitorar a síndrome do coronavírus que já matou várias pessoas na China e infectou outras em vários países, a Secretaria da Saúde ativou um plano de contingência para atender e identificar casos suspeitos.

O médico infectologista Fábio Gaudenzi, explica que a melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. “As medidas de prevenção são as mesmas adotadas para outros vírus respiratórios como a influenza, por exemplo, que são: lavar as mãos com água e sabão com frequência; evitar tocar os olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas; evitar contato próximo com pessoas doentes; ficar em casa quando estiver doente; cobrir a boca e o nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo; limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

A Secretaria da Saúde também recomenda que viagens à China sejam evitadas. Isso porque não existe, até o momento, vacina para prevenir a infecção. Para aquelas pessoas que tenham viajado para o país asiático nos últimos 14 dias é importante ficar atento e procurar atendimento médico imediato em caso de febre acompanhada de pelo menos um sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar, batimento das asas nasais entre outros).

“A vigilância epidemiológica de Infecção Humana pelo novo coronavírus está sendo construída à medida que a Organização Mundial da Saúde e o Ministério da Saúde consolidam as informações recebidas dos países e novas evidências técnicas e científicas são publicadas”, ressalta o médico infectologista.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome