MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL COBRA AÇÃO CONCRETA DO GOVERNO NO ACESSO AO SUL DA ILHA

Para cobrar do governo do Estado uma ação conclusiva e concreta para terminar as obras de duplicação da Avenida Diomício Freitas – que abrangem os lotes que vão do Trevo da Seta até o Elevado da Ressacada e do Elevado da Ressacada até o loteamento Santos Dumont, o Ministério Público Estadual, representado pelo promotor de Justiça, Daniel Paladino está reunido amanhã, às 11 horas, com o secretário Estadual da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira.

O Ministério Público que vem acompanhando e fiscalizando o andamento das obras insistirá para que a conclusão ocorra até o final do mês que vem.
No final do ano passado, após uma recomendação do MPSC, o governo havia se comprometido a fazer a entrega neste sábado. Mas, na reunião de amanhã, o secretário de Infraestrutura deve formalizar o aviso de que o Estado não cumprirá o prazo para finalização das instalações das defensas metálicas e da sinalização no acesso ao Sul da Ilha, mas o promotor de Justiça Daniel Paladino, adianta que qualquer pedido de prorrogação pelo governo, esse terá o prazo máximo de 30 dias.

Esse acompanhamento do MPSC nos últimos dois anos em relação ao novo acesso ao Sul da Ilha e ao Aeroporto Hercílio Luz já vem rendendo resultados positivos à população. Na sexta-feira passada, o MP catarinense intermediou um acordo entre a Prefeitura e o Executivo quanto à iluminação pública, no qual ficou acordado que o Estado aportaria recursos na ordem de R$ 6 milhões e a Prefeitura, em torno de R$ 2,5 milhões para que a iluminação seja feita no prazo de quatro meses.

“Só descansaremos quando a rodovia estiver em plenas condições de trafegabilidade, oferecendo conforto e segurança para todos que transitam no local”, conclui o Promotor de Justiça Daniel Paladino.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome