RAIMUNDO COLOMBO: “CLASSE POLÍTICA TEM QUE REPENSAR MODELO QUE A SOCIEDADE JÁ REJEITOU”

Afirmando que o Brasil está saindo de uma tempestade muito forte e a sociedade demonstrando de forma muito clara, como nunca tinha feito na história do Brasil, uma profunda insatisfação e rejeição ao modelo político que estava instalado, o ex-governador Raimundo Colombo vem percorrendo o Estado visando motivar lideranças do seu partido, o PSD, para engajamento na disputa das eleições de prefeito e vereador deste ano.

No final de semana, Colombo esteve em vários municípios das regiões do Planalto Serrano e Meio Oeste e, em companhia do presidente da sigla, o deputado Milton Hobus reconheceu que “nós perdemos o rumo, o caminho, e temos que fazer o mea-culpa. Não adianta culpar os outros, a classe política brasileira se perdeu e ela perdeu a sua essência, virou um negócio e como negócio é impossível você representar as pessoas”.

SOCIEDADE CLAMA POR LÍDERES

Raimundo Colombo disse ainda que “a sociedade, nessas eleições, quer líderes, pessoas preparadas e com conduta que possam inspirar outras pessoas, acrescentando que a política é uma missão, e é oferecida aqueles que têm boa índole e liderança para servir a sociedade. “Não adianta você bajular quem já tem tudo, quem é poderoso. O verdadeiro político ouve quem não tem voz, procura quem não tem vez e fica do lado de quem não tem oportunidade. Ou então é melhor ir pra casa porque não tem responsabilidade social e não vai ajudar em nada”, ressaltou.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome