CPI DOS RESPIRADORES INTERROGA AMANHÃ EX-CHEFE DA CASA CIVIL

Amândio João da Silva, demitido da chefia da Casa Civil no final de semana pelo governador Carlos Moisés, vai ser interrogado amanhã à tarde pela CPI dos Respirtadores na Assembleia Legislativa.

O depoimento de Amândio é aguardado com expectativa em função de que a imagem recuperada de uma conversa por videochamada, na qual ele aparecia, causou polêmica durante o depoimento do empresário Samuel de Brito Rodovalho à CPI, na semana passada. Os membros da comissão consideraram grave o fato desta proximidade, apesar de a testemunha ter afirmado que Silva Junior ainda não estava no cargo quando a conversa entre os dois ocorreu.

Também foi identificado que um dos outros participantes da videochamada é Sandro Pinheiro, que foi assessor da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável e era assessor especial da Casa Civil, antes de ser igualmente exonerado. Também foram convocados para a sessão desta terça, o responsável pelo Controle Interno e Ouvidoria da Secretaria de Estado da Saúde, Frederico Tadeu da Silva, e o gerente de Execução Financeira da Pasta, Tyago da Silva Martins.

Numa reunião de trabalho interno na última quinta-feira, os membros da Comissão Parlamentar de Inquérito aprovaram requerimento com sugestão de pedido de afastamento do controlador-geral do Estado, Luiz Felipe Ferreira por considerarem que ele teria sido omisso ao não adotar medidas cautelares necessárias no caso da compra dos respiradores. O documento deve ser submetido à apreciação do Plenário da Assembleia Legislativa nesta terça-feira à tarde e, se aprovado, será encaminhado ao governador do Estado. O relator deputado Ivan Naatz (PL) mantém a previsão de conclusão dos trabalhos até o final do mês de julho.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome