PRÉDIOS ESCOLARES DE SÃO JOSÉ OFERECEM SEGURANÇA NA ACESSIBILIDADE

Para assegurar condições para que os espaços públicos ofereçam segurança e facilidades no trânsito de todas as pessoas nas unidades de ensino de São José, a Secretaria Municipal de Educação vem priorizando sistemas de acessibilidade nas obras de reformas ou construção de novas escolas e Centros de Educação Infantil.

Acessibilidade, como descreve a legislação brasileira, é a possibilidade da pessoa com deficiência ou com mobilidade reduzida usufruir dos ambientes e das relações sociais com segurança e autonomia.

Na parte arquitetônica, a acessibilidade se dá em diversos níveis, como rampas, a largura das portas, banheiros adaptados para pessoas com deficiência e até elevadores.
Além da estrutura física, também são desenvolvidas ações como
forma de desenvolver uma cultura de valores inclusivos na escola.

INCLUSÃO SOCIAL

Mas a acessibilidade não se resume à estrutura física. Por isso, a Secretaria de Educação desenvolve ações como forma de desenvolver uma cultura de valores inclusivos na escola. “Entre os muitos papéis da escola, um deles é promover a inclusão social, que traz na sua competência a equiparação de oportunidades, a mútua interação de pessoas com e sem deficiência. Ao evidenciar as diferenças e mostrar que elas fazem parte do cotidiano, se consegue agregar conceitos e promover uma melhor qualidade de vida”, ressalta a secretária de Educação, Lilian Sandin Boeing.

“O compromisso com a Educação parte da premissa de que os educandos possuem diversos perfis e, ao se reconhecer as diferenças e as necessidades de cada um, se consegue planejar atividades que possam atender essas especificidades. Assegurar, criar, desenvolver, se comprometer, implementar, incentivar, acompanhar e avaliar, entre outras linguagens, proporciona que o sistema educacional seja inclusivo em todos os níveis de aprendizado ao longo da vida”, explica a diretora de Ensino, Cláudia Regina Macário.
A implantação de rampas, de banheiros adaptados e outras modificações são preocupações na construção de novas unidades de ensino e nas reformas dos prédios já existentes

“É com essa linha de pensamento que abraçamos a acessibilidade em seus inúmeros aspectos, visando o pleno desenvolvimento da pessoa e seu preparo para o exercício da cidadania. Não importa quem seja nossos estudantes, eles devem estar preparados para receber os bens da sociedade”, complementa a secretária Lílian

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome